Biópsia líquida em câncer da próstata

Com as dificuldades inerentes ao métodos que hoje usamos para o diagnóstico do câncer da próstata, muito se tem tentado para substituir a biópsia da próstata. Resultados intrigantes e promissores usam o conceito novo de células tumorais circulantes, ou biópsia líquida. O método é não invasivo, é reproduzível e tem sido utilizado hoje para o monitoramento da doença prostática avançada. Autores da Universidade do Sul da Califórnia (Hu B et al) publicaram recentemente que não apenas o número dessas células circulantes, mas também características moleculares sofisticadas, podem no futuro substituir a tradicional biópsia.

Foto: Shutterstock/Maksym Dykha

Validade da biopsia da zona de transição na vigilância ativa do câncer da próstata

Há hoje em todo o mundo um grande numero de pacientes portadores de câncer da próstata que não estão sendo tratados, apenas acompanhados sistematicamente, o que se chama vigilância ativa.

Um artigo publicado recentemente na revista Journal of Urology Wang e cols. avalia a necessidade da biopsia não apenas na zona periférica da próstata, como normalmente e feita, mas também na zona de transição, uma área mais difícil de se acessar com a biopsia. Foram analisadas as biopsias de 534 pacientes que posteriormente foram operados, tendo-se comparado os achados.

Apesar dos autores terem encontrado um grande numero de casos positivos na chamada zona de transição da próstata, houve baixa correlação do achado da biopsia com o achado na peça cirúrgica. Os autores concluem pela validade do trabalho e que essa nova ideia deve continuar a ser analisada no futuro.

Confira o artigo: http://bit.ly/1fjLwSL

Biópsias de próstata repetidas

Numa época em que por vezes o tratamento do câncer da próstata é retardado e múltiplas biópsias são indicadas (vigilância ativa) uma publicação de Loeb e colaboradores no “Journal of Urology” de março de 2013 não mostrou riscos aumentados de infecção ou outras complicações nos paciente submetidos a múltiplas biópsias da próstata.