Câncer da próstata recorrente em linfonodos

Estudo a ser publicado em janeiro de 2015, no Journal of Urology (Karnes, e cols),  estudou 52 homens tratados com linfadenectomia de resgate, pós prostatectomia radical. A doença localizada nos linfonodos foi detectada através do Pet Scan de colina, exame que tem sido mais e mais usado para fins de estadiamento pós operatório, quando o PSA sobe após a cirurgia curativa. A sobrevida câncer específica foi de 92,5%, indicando que, em casos selecionados, essa opção pode se tornar uma prática efetiva no futuro próximo.

Pesquisa no RS pode resultar em vacina para o câncer de próstata

Uma descoberta realizada há 14 anos levou um pesquisador da PUC-RS, de Porto Alegre, a desenvolver uma pesquisa inovadora, que pode resultar em uma vacina para controlar o avanço do câncer de próstata.

O médico responsável pela descoberta conseguiu fazer com que células que antes ficavam escondidas do sistema imunológico no organismo mudassem de cor e se tornassem visíveis, ao misturar em algumas células doentes umas substâncias chamadas “modulador do sistema imunológico”.

Diversos testes vêm sendo realizados e os dados obtidos têm sido positivos, porém a produção da vacina ainda não tem data prevista.

Fonte: G1

Imagem: Shutterstock/Luiscar74